Lorenço Oliveira

arquiteto de informação // jornalista digital // editor wordpress

Produção de Vídeo: a minha primeira experiência com cliente

Publicado em 6 de janeiro de 2021

Eu achei que como jornalista formado, especializado na área digital, tiraria de letra a captação e edição de uma entrevista em vídeo. Lembro que executei algumas vezes esta atividade durante a faculdade, mas parece que tudo muda quando se trata de entrevistar um cliente, e não uma fonte jornalística.

Há uma distância significativa entre produzir uma entrevista jornalística, seja com um artista ou um político, e uma entrevista para um cliente, que está lhe pagando para isso.

Como expus anteriormente aqui, a arquitetura de informação no site Paulo Bier Barcelos foi desenvolvida de maneira que fizesse sentido com o estilo clínico dele do profissional. Eu esqueci, no entanto, de mencionar que, para seguir em frente neste processo, foi preciso fazer uma aproximação física com meu cliente. Assim, eu sugeri gravar uma entrevista presencial.

É claro, que a visita teve uma função objetiva de captar mídias para o site, como fotos de perfil e do ambiente de trabalho do cliente. No entanto, para além da função prática de captação, a intenção da visita também era de sentir o ambiente de seu consultório. E isso não era possível apenas por meio de reunião no Zoom. A minha ideia era destilar o seu estilo clínico em vídeo, para que se pudesse ter um conteúdo bruto consistente.

Assim eu comecei uma nova fase do projeto: a de perceber como Paulo poderá criar conteúdos para o site. O que seria apenas uma entrevista para conceber o site, passou também pela minha capacidade de captar as nuances do cliente e possíveis temáticas para abordar num canal de YouTube, por exemplo.

A grande questão é que o processo foi mais difícil do que parecia. Eu tive sorte de conseguir resolver a iluminação com uma excelente janela que alimentava o espaço com luz natural. A entrevista, no entanto, se prolongou e a luz não é para sempre. O ambiente era silencioso, bem arrumado, mas o áudio nem sempre estava de acordo e eu só fui descobrir isso na edição.

No final das contas, a experiência enriqueceu tanto a mim, que descobriu elementos técnicos durante o processo, quanto ao Paulo, que enfrentou a câmera para falar de si e seus casos.

Abaixo, deixo-os com o primeiro vídeo que produzi para o canal de Paulo. É uma primeira tentativa, imperfeita, mas que me deixou bastante entusiasmado.